Arquivo de etiquetas: indie

14 indies para oferecer no Natal

Segunda parte Depois de termos mostrado os sete primeiros jogos provenientes da curadoria do Indie MegaBooth na primeira parte do artigo, resta-nos deixar-vos as sete últimas sugestões para este Natal indie. São sete jogos desconhecidos, sorrateiros e mortalmente divertidos.   Stronghold Crusader II Doze anos depois do lançamento do RTS que pôs muita gente pelo […]

Continuar a ler

Ceci n’est-pas un rêve

Um Chicken Nugget de Back to Bed É sempre surpreendente encontra criações no mercado dos videojogos com um pendor artístico-cultural tão forte. É que apesar de não ter chegado ao nosso top 10 da Gamescom, Back to Bed ficou muito próximo, com uma das ideias mais sustentadas que vimos nos últimos tempos. Quando passámos pelo […]

Continuar a ler

Japão de Pedra, Vapor e Madeira

Uma análise a Wooden Sen’Sey O mercado independente trouxe-nos tantos exemplos geniais de action platformers  que rapidamente se tornaram dos nossos jogos favoritos dos seus anos de lançamento, que acabamos por sentir uma série compulsão em jogar (quase) tudo o que aparece numa esperança muitas vezes infrutífera de encontrar o próximo Mark of the Ninja, […]

Continuar a ler

4PM e o final-de-tarde experimental

Porque é mais divertido arrumar a casa digitalmente do que na realidade! O termo “narrativa interativa” não é propriamente recente, este pretende descrever videojogos cuja interação do jogador apenas afecta a narrativa – tal como o nome indica. As mecânicas destes jogos tendem ser reduzidas e de fácil mestria, no entanto têm um impacto profundo […]

Continuar a ler

Ao Infinito! E mais Além!

A Escape Velocity Studios (nas pessoas de Stéphanie Rancourt e Mathias Koehler) vai lançar o seu 4X de cognome Deep Space Settlement. Aparenta ser um 4X clássico em que controlamos uma facção ou império e temos de eXplorar, eXpandir, eXploitar e eXterminar (e sim, tive de inventar a palavra exploitar porque em português seria explorar […]

Continuar a ler

Músicos de trazer por casa

Uma análise a Songs2See Todos conhecemos a febre trazida por Singstar e Guitar Hero. Desde a fase inicial da série que criou mais guitarristas amadores do que os vídeos didácticos do Malmsteen, em que víamos centenas de vídeos de homens de barba rija na internet, integralmente vestidos de preto e com pulseiras de cabedal e […]

Continuar a ler

Zeldaception ou The Legend of Lenna?

A produtora indie britânica Chucklefish, colocou recentemente em early access (continuo a detestar este termo e tudo o que ele representa) o seu mais recente título chamado Lenna’s Inception. Lennas’s Inception é um RPG à la The Legend of Zelda, cujas semelhanças com este último são por demais evidentes. Basicamente, pega numa estética retro para se equivaler aos gráficos do Game Boy e mistura-lhe uma carbon […]

Continuar a ler

Chicken Nugget: Life Goes On

A doce e afectuosa morbidez Life Goes On é um dos exemplos pelos quais nos dias de hoje eu mais facilmente fico entusiasmado com um pequeno jogo indie, do que com grande parte dos AAA que destronam os orçamentos de blockbusters cinematográficos em cada mês que passa. Este primeiro jogo da Infinite Monkeys Entertainment, criado […]

Continuar a ler

LUFTRAUSERS e Nazis e o Super Mario e o Stalin e coisas…

Será que no novo jogo da Vlambeer assumimos o papel de Nazis? Nos últimos tempos alguma polémica tem estado a envolver o novo jogo da Vlambeer, LUFTRAUSERS. A sua origem parece-me completamente irrelevante, mas o assunto que está a ser debatido é pertinente nesta nova geração de liberdade criativa que se instalou na indústria dos […]

Continuar a ler

GOG Indie: o novo Oasis dos Independentes.

A notícia não nos apanhou totalmente de surpresa, já que o GOG.com há muito que havia aberto as portas aos criadores independentes para publicarem as suas obras no paraíso dos bons velhos jogos. A quantidade de Indies no site tem crescido exponencialmente, mas agora a informação é oficial: o GOG aceita a partir de agora […]

Continuar a ler

Experiment 12, o doce aroma de um cadáver-esquisito

André Breton, o fundador do movimento Surrealista, seguindo as suas definições estético-filosóficas de automatismos e de uma certa produção inconsciente na criação artístico-literária, utilizou os cadavre-exquis, método na qual existe um objecto criado colectivamente em que cada autor vai subsequentemente continuando uma ínfima parte visível de um texto ou pintura/desenho, adicionando a sua própria ideia […]

Continuar a ler

É Natal no GOG: Vai chamar velho a outro!

Não é só de Steam que se fazem saldos. O site GOG.com tem-se agigantado como um paraíso de jogos antigos, independentes e não só. Até 3 de Janeiro oferece diariamente muitas razões para enchermos o disco de jogos que não vamos jogar tão cedo, mas que são impossíveis de resistir. Para além de clássicos imortais […]

Continuar a ler

Análise – Vessel

Água mole em pedra dura… É inegável que, neste momento, são os jogos independentes que trazem grande parte das ideias criativas e mecânicas novas para o mercado. Feitos por equipas pequenas e com pouco orçamento, o truque para se ser bem sucedido com um jogo independente está em conseguir mostrar o valor do nosso jogo […]

Continuar a ler

Um pequeno passo para mim… [Lunar Flight]

Sempre fui avesso a simulações detalhadas ou interfaces extremamente detalhados. Quando pegava num avião ou helicóptero e nem do chão conseguia sair enquanto tentava perceber o funcionamento de dezenas de interruptores e botões, era mais que certo que dez minutos depois estaria a jogar GTA. Tudo isso acabou ontem, quando uma promoção no Steam me […]

Continuar a ler